Bright like a diamond
Se você não entende meu silêncio, muito dificilmente entenderá o que eu falo.

Não era o meu dia. Minha semana. Meu mês. Meu ano. Minha vida. Caramba.

Charles Bukowski. (via romanteios)
Há 1 hora - 89.670 notas - reblog

As melhores coisas da vida acontecem quando você não espera por elas. .

Carpinejando.  (via esclarecer)
Há 1 hora - 10.797 notas - reblog

Entre nós, a verdade é que ninguém tá nem aí pra ninguém.

Gabito Nunes.    (via esclarecer)
Há 1 hora - 10.793 notas - reblog

A esperança é a última que sente o pé na bunda.

Gabito Nunes. (via opostos)
Há 1 hora - 5.662 notas - reblog

Todos deveriam ter um lugar favorito no universo, um lugar que dê a sensação de que você vai escapar do que for, de seja lá o que você está sentindo. Aquele lugar onde as pessoas de quem você gosta vão te procurar quando você provavelmente sumiu por não aguentar a barra, como acontece no cinema, quando os personagens estão perdidos, prostrados ou loucos de amor.

Gabito Nunes (via sincronizar)
Há 1 hora - 6.916 notas - reblog

Eu sou um acumulo de erros feito por tentativas de acerto.

Thiago Polycarpo.  (via esclarecer)
Há 1 hora - 36.035 notas - reblog

Vai sofrer um pouco sim, ou tá achando que a vida é só comprar Barbie?

Tati Bernardi.   (via readmitir)
Há 1 hora - 26.070 notas - reblog

Mantenha os pés no chão. Quando sua cabeça estiver nas nuvens.

Paramore.     (via esclarecer)
Há 1 hora - 36.834 notas - reblog

Ela tem um ar catastrófico, sensual e infeliz. Anda cabisbaixa e parece não saber direito onde pisar, para onde olhar, o que dizer.

Gabito Nunes.    (via segredou)
Há 1 hora - 17.601 notas - reblog

Eu só sinto, mas não sei o que sinto. Quando sei, não compreendo.

Morangos Mofados. (via opostos)
Há 1 hora - 8.499 notas - reblog

Tudo foi banalizado, principalmente o eu te amo e o fulano é meu amigo. Amigo, gente, não é uma palavra qualquer.

Clarissa Corrêa. (via recontador)
Há 1 hora - 31.977 notas - reblog

Eu sou legal com quem é legal. Sem ponto e vírgula, sem espaço, sem “mas”. É bem simples.

Clarissa Corrêa. (via readmitir)
Há 1 hora - 5.071 notas - reblog

Sem ressentimentos, mas o amor também morre, meu amor; e a morte também ama, minha morte. E é no elo desse duelo desesperado que a gente decide se quer continuar fraco no amor ou se entregar forte até a morte. Tanto faz! Amar ou morrer é um pouco igual. É poder ser sincero e aceitar que nunca seremos para sempre.

Eu me chamo Antônio.  (via readmitir)
Há 1 hora - 17.394 notas - reblog
© THEME